Menu Lateral
 
Prados, 18 de Novembro de 2017 :: 20 visitantes online.

APRESENTAÇÃO DO GRUPO TEATRAL ASAS PARA VOAR (FAZ DE CONTA)

Publicado em 21/07/2017 13:00:00


A Praça Dr. Viviano Caldas foi o palco e, o astro do dia, João Eduardo Almeida. A poucos metros daqui está o Cine Teatro Municipal, local da última e bela apresentação do Grupo


Na Praça, num finalzinho de tarde de julho, mês, em que Prados há 40 anos, respira Cultura , João contou a história do Grupo Teatral Asas para Voar.

A companhia teatral nasceu numa explosão de sentimentos escritos e regados por sensíveis músicas , que levaram a dramaturga, Lenisa Carvalho, a criar o grupo.

Ela percebeu que poderia criar personagens para os seus textos e transformá- los numa peça musical teatral.

Nascia o Asas para Voar. Lenisa convidou os amigos e outros jovens, que se destacavam nos teatros do Festival de Inverno, e surgiu a peça musical, também, intitulada Asas para Voar. A estreia aconteceu em 25 de dezembro de 1999.

A peça contava a história da metamorfose de uma borboleta e originou o nome da trupe.


Reconhecimento

Nesses quase 18 anos de estrada, com dificuldades em captar recursos, a companhia já está na terceira geração, com um trabalho voluntário de todos os envolvidos. 

Em 2001, a peça Asas para Voar participou do Festival Estudantil de Teatro(FETO), em Belo Horizonte e recebeu o prêmio de melhor peça e outras indicações. 

Já, em 2002, a peça “Faz de Conta”, foi premiada no mesmo Festival.
“Conseguimos o prêmio de melhor peça, melhor texto inédito, melhor figurino, melhor cenário, além de indicações para outras categorias”, relata João. 

Quinze anos depois, Faz de Conta, com dramaturgia de Lenisa Carvalho e patrocínio da Marluvas , teve sua reestreia nos dias 01 e 02 de julho, com um show de interpretações e público. 

 


Nem as baixas temperaturas do final de semana desanimaram os amantes do teatro.

Segundo João Eduardo, a peça é um musical infanto-juvenil e agradou a todas as idades, principalmente, ao público adulto. Com músicas de Oswaldo Montenegro e Toquinho e arranjo da Lira Ceciliana. 

“O musical infantil mostra um quarto de brinquedo, onde os bonecos, soldadinho de chumbo , boneca de pano, palhaços e bailarinas, ganham vida e deixam para a plateia uma mensagem de esperança de um mundo melhor, além de relembranças do passado. É muito lúdico e colorido”, resume João Eduardo.

João explicou que , o novo elenco do grupo, a 3° geração, passou por vários processos de seleção. “Foi criada uma oficina e 32 crianças se interessaram.
Fizemos preparação vocal, corporal, jogo de ritmo e improvisações. Depois disso, 5 novos atores foram selecionados para atuar na peça”.

A Lira Ceciliana é parceira do grupo desde 2001 e, além de fazer os arranjos, participa nas apresentações. 

Amigos da trupe

O grupo não tem sede própria e utiliza o porão da casa de Dona Quinha, no centro da cidade, para guardar o material usado nas peças. “Nós todos a chamávamos de Vó Quinha, pois é um entra e sai, lá, a vida inteira”, conta João. 

Segundo ele, por não ter um lugar próprio pra guardar, muita coisa mofa e estraga. “Para o último espetáculo foram recuperadas vários objetos, mas se perdeu muito também”, conta ele.
Os ensaios são feitos no Cine Teatro Municipal e, também, na sede da Lira Ceciliana. 

Entre as três gerações, o Grupo Asas para Voar, contou com o apoio de muitas pessoas, tanto na produção, quanto na atuação dos espetáculos. 

Planos futuros 

O grupo está elaborando material de propaganda e vai distribuir nas Prefeituras da região para divulgar o trabalho deles. Além disso, no próximo ano, vai se inscrever em algum edital de festival, já que para 2017, já estão fechados.

Depois do sucesso da última apresentação, o Asas para Voar tem em mente dois programas para o final deste ano. Eles já estão em busca de patrocínio e pretendem trabalhar um projeto com crianças de 5 e 6 anos e outro, com os atores da 2° geração.

Mais uma oportunidade para ver o Grupo Asas para Voar. No próximo domingo, 23, às 20h, a peça “Faz se Conta” será apresentada no Cine Teatro Municipal.

Ficha Técnica 

Todas as peças do Grupo são de autoria de Lenisa Carvalho, que também é a diretora .

Jerusa Pereira e João Eduardo Almeida são produtores, diretores e atores.

1° geração: Juliana, Gabriela, Ariane, Elisa e Francis. 

2° geração: , João, Jerusa, Larissa, Tatiana, Franciele e Alexandre

3° geração: Mateus, Julia, Bárbara, Emilie, Pedro

Peças apresentadas

Asas para Voar
Faz de Conta
Projeto Amigos do Grupo
Páginas Tocantes
Maria, Maria
Pedaços de Prados, dramaturgia de Lenisa e adaptação de João Eduardo e Jerusa.

Vá ao teatro! Valorize a cultura de nossa terra!.

http://prados.mg.gov.br


Mais Notícias

(c) 2017 - Prefeitura Municipal de Prados
Endereço: Rua José Silva Filho, nº 11 Cep: 36.320-000 - Cidade: Prados / MG
Tel.: (32) 3353-6388 - Email: gabinete@prados.mg.gov.br
Horário de Funcionamento: 8:00 às 11:00h e de 13:00 às 17:00h
Versão: 2017.10.30
Alternar para Versão Mobile
Desenvolvido por: